THE "GRAN TORINO" EXPERIENCE


Hoje fui ao cinema! Já tinha percebido que existem boas salas de cinema e bons filmes em cartaz, mas ainda não tinha tido oportunidade. Mas hoje, depois de uma semana cansativa e de uma conversa matinal que me tirou do sério e que me fez “hit the roof”, como tanto gostam de dizer por aqui, sobre a relativização e desvalorização da violência doméstica, achei que merecia um belo filme e fui ao moderno centro comercial de Nakumatt Junction.
Antes de mais, deixem-me informar-vos que finalmente descobri o habit natural da espécie do Homo Ocidentalis. Eu estranhava não os ver na rua, nas lojas, nos jardins, nos transportes públicos e hoje, pela primeira vez, fez-se luz: a espécie habita os centro comerciais, desloca-se de carro e provavelmente tranca-se em casa (são muito estranhos!).
Mas adiante… resolvi ir ver o “Gran Torino”, o último filme do Clint Eastwood, que adorei e recomendo a todos os que ainda não tiveram oportunidade de ver. Mas o mais interessante, ou melhor o incidente crítico da sessão não foi o filme em si, mas o facto de após meia hora de publicidade, aparecer uma advertência para que os espectadortes se levantassem pois ia tocar o hino nacional… tal e qual!!! Eu nem queria acreditar no que estava a ver e devo ter ficado de olhos esbogalhados a olhar para as pessoas que se levantavam como se tivessem molas nos bancos e olhavam seriamente para uma bandeira esvoaçanto no ecrã. Paralizada e em estado de choque, começo a ouvir as pessoas a dizer “stand up”, “you must stand up” e devia estar tão aparvalhada que uma senhora teve a amabilidade de vir ter comigo e dizer “stand up my dear, please… It’s a crime not to stand up. You may be arrested!”. Claro que perante argumentos tão convincentes eu lá me levantei e fiquei a olhar feita parva para a bandeira esvoaçante e sem sentido nenhum para mim.
Intelectualmente eu chego lá, mas a pessoa que eu sou nunca vai compreender esta adoração dos símbolos patrióticos e nacionalitas… e não há relativização cultural que me valha!

Anúncios

5 Respostas

  1. Chiça! Tou p’rá minha vida!

  2. É verdade, minha linda, tb eu. Agora outra coisa, para todos. Eu não tenho respondido aos vossos comentários pq as vezes é complicado. A rede é um pouco instavel e já me vejo aflita para actualizar o blogue. Não significa que não leia tudo e que não aprecie ver-vos por cá.Beijinhos!

  3. Pois, imagino que não seja propriamente banda larga a mega-bombar bits e bytes… 🙂 Sem stress, linda. Bjokas! 🙂

  4. … UAUUUUUUUU !!!!!!! … imagino … ainda bem que a senhora te convenceu a levantar, senão lá se iam as notícias sobre a África tua. Cuida-teAbraçoLuis

  5. Nunca ouvi tal!! que coisa mais bizarra, e com direito a prisão e tudo! Imagino o teu espanto 🙂 para além disso, no entanto, homo ocidentalis, lol, bem visto 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: