MORAL DA HISTÓRIA


O professor de Swahili desenvolveu o hábito de nos contar um conto tradicional em todas as aulas para podermos adivinhar a moral da história.
Até hoje, já passaram cinco histórias e eu não acertei uma :). A última, supostamente um conto infantil tenebroso (sim… é pior que o capuchinho vermelho!) kukuyu (a tribo do professor), rezava assim.
Andava uma menina na floresta (como sempre!) que chegou a um pequeno caminho que conduzia montanha acima. Na aldeia todos sabiam que não se podia subir a montanha pois aconteceriam coisas terríveis e as crianças eram advertidas para se manterem à distância. A menina hesitou, mas ouvia lá em cima o barulho da água e o dia estava muito quente e portanto pôs-se a caminho (como sempre também!). Quando chegou ao cimo e se refrescava numa nascente apareceu-lhe um ogre (e… la! yeye si Shrek!) horrível que disse que tinha de a comer (tal e qual!). A menina chorou muito, implorou piedade e o monstro lá lhe disse:
– Olha, o mais que posso fazer por ti, é comer-te apenas um seio (e não há nenhuma maneita bonita de dizer isto!!… e sim, a menina já devia ser crescidota!). Mas depois voltas para casa e não podes dizer a ninguém que aqui estiveste e o que te aconteceu.
E assim foi!
A menina lá voltou a casa, com um seio a menos e um buraco ensanguentado no lugar deste. Como se sentia mal (aquilo deve ter doido um bocadinho, pois claro!) e não podia andar por ali a mostrar-se porque lhe iam perguntar o que lhe tinha acontecido e ela não podia dizer, enfiou-se na cama, encolhida e disse que lhe doida a cabeça (é uma boa desculpa para muitas coisas!). Passado alguns dias, sempre com a mesma desculpa, a mãe insistiu para ela contar o que tinha que assim não podia continuar.
Ora a menina com medo do ogre (que é um espirito mau e ouve e sabe de tudo) pediu então á mãe para convocar toda a aldeia e para todos estarem a postos com todas as armas disponíveis (ele eram catanas, arcos e flechas, pedras que nunca mais acabavam).
A mãe assim fez e assim aconteceu. Enquanto a menina se preparava para enfrentar a aldeia e contar a verdade, a mãe, como é tradição fez uma bela panela de sopa (outro ingrediente comum às histórias infantis) e partilhou-a com todos os vizinhos.
É então que o espirito do ogre se materializa no meio da sala e diz:
– Ah! com que então pensavas que me enganavas! Todos os que comeram desta sopa vão morrer agora e a ti vou comer-te devagarinho, bocadinho por bocadinho (não é bonito!).
E assim foi, toda a gente quinou menos a menina e ele começou a tirar-lhe uma orelha, depois um dedo e… (perceberam, não perceberam?).
Então chega o irmão da menina que vinha de pastar as cabras e vê aquela cena. Pega silenciosamente no arco e na flecha e dispara certeiro para o olho do ogre, que morre imediatamente (isto não me parece bem! tanta coisa, tão poderoso e quina com uma flechazita nos olhos).
Com a morte do ogre desfazem-se todos os feitiços dele. Ou seja, os mortos ressuscitam e os bocados que faltavam á menina voltam todos para o seu lugar (incluindo o primeiro seio a ser comido!)
Moral da história: Devemos sempre obedecer e cumprir as regras.
Moral da história para a minha colega: há sempre esperança pois quando menos se espera aparece sempre alguém para nos ajudar.
Moral da história para mim (e motivo de grande risota na aula): se vamos enfrentar um ogre que é um espirito mau, não vale a pena convocar os guerreiros da aldeia, o melhor é contratar um exército de espiritos bons para lhe dar no canastro, pois lutam de igual para igual.

Anúncios

3 Respostas

  1. O anónimo uma vezais é a Fernanda. Beijinhos

  2. A moral dessa história não é dar um seio aos maus, se não eles comem tudo? E ter sempre cuidado com os irmãos mais velho? ;)Boas aventuras neste continente!

  3. Bolas, que histórias tão macabras! 😛 (A mim a flecha no olho fez-me muita impressão, pois claro… não podia ser no meio da testa, não? Ou no coração, ou em qualquer sítio menos horrososo?Lolol!)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: